sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Por que jornalistas virtuais escrevem tão mal?

Deixando o cinema e a literatura um pouco de lado...

Uma das minhas manias é chegar no trabalho e abrir o site da Globo para ver as bizarrices que são escritas. (que minha chefe não leia isso)

Posso dizer que a maioria das matérias de "capa" que leio tem algum erro ortográfico ou gramatical.

Por que isso acontece?

Me deparei com um bonito comercial da globo na tv, que dizia algo sobre informação, dinamicidade.

Ora, estão dinamizando a informação e acabando com a boa escrita!

Relato aqui um trecho na íntegra de uma matéria sobre a pichadora paulista que fez arte na bienal em São Paulo:

"O juiz tem que aplicar a lei, mas sempre perseguindo a Justiça. Para que ela possa ter outro destino que não a cadeia, que é destino para bandido perigoso e para gente que efetivamente já foi condenada", disse Sergei Cobra Arbex, da Ordem dos Advogados do Brasil.

Ai ai...

Estou longe de ser Azeredo ou Bechara, mas até que ponto essa dinamicidade da informação tem o direito de ignorar a nossa gramática?

Considerando a quantidade razoável (para não dizer enorme) de gente que lê esses veículos por não terem tempo de abrir um jornalzinho, o revisor poderia ser acionado mais vezes.

A internet já é uma realidade há tempos na vida dos brasileiros. Formas usadas somente para textos rápidos (vc, pq e cia.) estão ganhando força em textos que não seria adequado esse uso.

Então, Gente, vamos escrever direitinho e preservar nosso patrimônio lingüístico!

E tenho dito.

Abraços para que fica.

Até a próxima semana, feliz natal e bom ano novo!

8 comentários:

Amanda disse...

acho que os jornalistas escrevem tão mal
por ser de acordo com a capacidade de entendimento do público alvo, por exemplo, você
que adooora chegar do trabalho e dar uma lidinha nos sites. hehehehe

ah, por falar em adorar.. eu também adoro entrar aqui,sabia!?
acho graça das bizarrices que você escreve.

abraços,escritordepoesiaprosaroteirosdecinematelevisãomusico
nãoseimaisoque
senhorfaztudomuitomal

hahaha.. você é patético

Guilherme de Carvalho disse...

Como eu estou lendo Nelson Rodrigues, aqui vai um comentário meu em estilo rodrigueano:
Não há nada pior do que uma mulher imbecil com a internet nas mãos.

Amanda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Amanda disse...

Nossa, muito inteligente, Guilherme!
cheio de citações. rsrsrs...
Mas, tenho que discordar, há uma coisa pior do que mulher imbecil com internet nas mãos: homem misógino metido a escritor. Isso é mil vezes pior. acredite!

Guilherme de Carvalho disse...

Primeiro, não estou citando. A frase é minha. Segundo, não sou misógino, sou misoburrágino: mulher imbecil é pior do que chimpanzé metido a sapiens. Agora, escritor por escritor, eu sou mais eu, e mais ainda o Guto, você, como bem sabes, é um chimpanzé metido a sapiens. Deve ser daquelas que lê dicionário cagando pra aprender novas palavras.

Amanda disse...

Cada vez mais divertido...

Sei bem que a frase é sua
uma merda dessa não poderia ser diferente.
Independente da frase ser sua, você citou Nelson Rodrigues no seu comentário.
"mulher imbecil é pior do que chimpanzé metido a sapiens"
HAHAAHAHAHA. Morri.
você é tão patético quanto seu amiguinho.
São coleguinhas, né! Os dois são "escritores" HAAHAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHA³
ah, não, eu não sou daquelas que lê dicionário cagando pra aprender novas palavras
Fikdik

Guilherme de Carvalho disse...

Ah, só continuo a discussão se você tiver uma, umazinha, uma mísera ideia original. Você é uma pulhazinha, uma imbecilzinha, uma idiotinha. Vamos lá, te dou a chance: uma ideiazinha, medíocre que seja. Por enquanto, lanço oura: não há nada pior do que uma mulher imbecil com internet nas mãos, chimpanzé metida sapiens, sozinha do mundo e sem ideias.

Amanda disse...

Obrigada pela chance que me concedeu, mas não continuo a discussão porque suas idéias são desprezíveis
não sei por qual motivo prolonguei isso aqui, pois não estava falando nada sobre o senhor intrometido. Não me dou ao trabalho nem de entrar no seu blog
suas idéias inúteis não me interessam.
ah! só pra avisar, todo mundo tem idéias, o senhor não é o único.
e se a sua opinião é que sou imbecilzinha, pulhazinha, idiotinha, babaquinha, perdida no mundo. Não vejo problema.
Não vou discutir minhas idéias com um ser tão estúpido quanto você. Estúpido é pouco. Fernando Anitelli chegou mais perto "lactobacilos vomitados sonhando espermatozóides que não são"